Carregando...

NOSSA SENHORA DE SANT’ ANNA PADROEIRA DE BÚZIOS

Carregando...

26/07

Entre 1728 e 1768, o povoado de Armação dos Búzios foi um importante entreposto (“armação”) de caça às baleias no Brasil colonial. A praia da Armação era o local onde se localizava a armação baleeira propriamente dita (com reservatórios de óleo de baleia, administração, senzala, etc), enquanto que a praia dos Ossos era o local onde o processamento das baleias era iniciado, separando-se a carne dos ossos dos animais.

O desenvolvimento da armação foi particularmente impulsado pelo contratador português Brás de Pina, que por volta de 1743 levantou a Capela (ou Igreja) de Santana com pedra e cal e argamassa de óleo de baleia. A Igreja é, atualmente, a única edificação da época dos tempos da pesca da baleia ainda de pé. Segundo se conta, a Igreja foi erguida por Brás de Pina para homenagear a santa, que teria salvado do naufrágio um barco com escravos.

Atrás da capela localiza-se o antigo cemitério dos escravos, que ainda hoje é usado para fins mortuários. O dia da padroeira, Santa Ana, é comemorado 26 de julho.

Demais eventos

ARRAIAL X CABO FRIO – B150

Segunda à Sexta (horários sujeitos a alterações)
 

 

CABO FRIO X FIGUEIRA – B470

Segunda à Sexta (horários sujeitos a alterações)
 

 

121 -ARARUAMA X ARRAIAL DO CABO

ARARUAMA X ARRAIAL DO CABO

Linha 121

Todos os dias

Saída Araruama 
04:50   07:45   11:00   13:30   16:45
19:55
Saída Arraial
06:10   09:25   12:40   15:10   18:25
21:25

201 – ARARUAMA X SÃO VICENTE 

ARARUAMA X SÃO VICENTE

Linha 201

Segunda a Sexta

Saída Araruama
00:30   04:50   05:05   05:20   05:35
05:50   06:05   06:20   06:35   06:50
07:05   07:20   07:35   07:50   08:05
08:20   08:35   08:50   09:05   09:20
09:38   09:56   10:14   10:32   10:50
11:08   11:26   11:44   12:02   12:20
12:38   12:56   13:14   13:32   13:50
14:08   14:26   14:44   15:02   15:20
15:38   15:55   16:10   16:25   16:40
16:55   17:10   17:25   17:40   17:55
18:10   18:25   18:40   18:55   19:15
19:30   19:50   20:10   20:35   21:35
22:10   23:00
Saída São Vicente
01:05   05:35   05:50   06:05   06:20
06:35   06:50   07:05   07:20   07:35
07:50   08:05   08:20   08:27   08:35
08:50   09:05   09:20   09:35   09:50
10:05   10:23   10:41   10:59   11:17
11:35   11:53   12:11   12:29   12:47
13:05   13:23   13:41   13:59   14:17
14:35   14:53   15:11   15:29   15:47
16:05   16:23   16:40   16:55   17:10
17:25   17:40   17:55   18:10   18:25
18:40   18:55   19:10   19:25   19:40
20:00   20:15   20:35   20:55   21:20
22:20   22:50   23:40

 


ARARUAMA X SÃO VICENTE

LINHA 201

Sábado

Saída Araruama
00:30   04:15   04:38   05:00   05:23
05:45   06:08   06:30   06:53   07:15
07:38   08:00   08:23   08:45   09:08
09:30   09:53   10:15   10:38   11:00
11:23   11:45   12:08   12:30   12:53
13:15   13:38   14:00   14:23   14:45
15:08   15:30   15:53   16:15   16:38
17:00   17:23   17:45   18:08   18:30
18:53   19:38   20:00   20:30   21:40
22:10   23:00
Saída São Vicente
01:15   05:00   05:23   05:45   06:08
06:30   06:53   07:15   07:38   08:00
08:23   08:45   09:08   09:30   09:53
10:15   10:38   11:00   11:23   11:45
12:08   12:30   12:53   13:15   13:38
14:00   14:23   14:45   15:08   15:30
15:30   15:53   16:15   16:38   17:00
17:23   17:45   18:08   18:30   18:53
19:15   19:38   20:25   20:50   21:15
22:30   23:00   23:45

ARARUAMA X SÃO VICENTE
LINHA 201
Domingo e Feriados
Saída Araruama
00:30   04:30   05:00   05:45   06:30
07:15   08:00   08:45   09:30   10:15
11:00   11:45   12:30   13:15   14:00
14:45   15:30   16:15   17:00   17:45
18:30   19:15   20:00   20:45   22:00
23:15
Saída São Vicente
01:00   05:00   05:45   06:30   07:15
08:00   08:45   09:30   10:15   11:00
11:45   12:30   13:15   14:00   14:45
15:30   16:15   17:00   17:45   18:30
19:15   20:00   20:45   21:20   22:35
23:50

Perfil Ambiental

A cidade de Araruama fica no bioma da Mata Atlântica, as margens da Lagoa de Araruama, maior lagoa hipersalina do mundo e de seus brejos, pequenos rios, dunas e restinga. O seu interior é plano, rico em rios que serpenteiam em curvas, formando banhados e brejos, aonde restam alguns fragmentos de mata de baixada sobre os morrotes. Já nas praias, a chuva é escassa, favorecendo a vegetação da restinga da Massambaba onde se formaram três lagoas litorâneas, lagoa da Pernambuca, Vermelha e Pitanguinha, rodeadas pelas clúsias, cactus, bromélias e orquídeas da restinga, onde vivem muitos tipos de pássaros, inclusive alguns migratórios. Paisagens comuns na região da Massambaba são os antigos marnéis utilizados para extrair sal, hoje abandonados.

Bio Diversidade

A biodiversidade de Araruama é diversificada por ter se formado em três ambientes diferentes, a Lagoa de Araruama, o mar aberto e o rio São João. Esses tipos diferentes de vegetação formam rico e único mosaico de vegetação da Costa do Sol. As árvores da floresta de terras baixas do interior crescem sobre as áreas alagadas e brejos, com presença de pau de tamanco, figueiras e guanandi, e é rica em bromélias, cactus e orquídeas, favorecidas pela elevada umidade deste tipo de floresta. Ocorrem muitos tipos de pequenos mamíferos, anfíbios – sapos, répteis e pererecas, répteis e insetos. As margens da Lagoa de Araruama os brejos e áreas úmidas se alternam com a floresta nas partes mais elevadas, e na parte da lagoa voltada para o mar aberto foi formada a restinga da massambaba, rica em bromélias, cactus, clusias, orquídeas, réptes, anfíbios e aves.

Hidrografia

Araruama é um dos municípios que estão as margens da maior lagoa hipersalina do mundo, a Lagoa de Araruama, e seus rios, brejos, alagadas, restingas e lagoas costeiras. Outra parte do município está voltada para o rio São João, maior rio genuinamente fluminense, e rio Bacaxá que deságua no reservatório de Juturnaíba. Os rios são formados por curvas, por onde as águas espalhavam-se naturalmente, compondo extensas áreas de brejo cobertas de vegetação rasteiras de planície. Araruama possui diversas praias, tanto de laguna (banhadas pelas águas calmas e quentes da Laguna de Araruama), quanto oceânicas (banhadas pelas águas azuis e geladas do Oceano Atlântico).

Principais rios

Bacia Hidrográfica da Lagoa de Araruama: rios Bicuíba, Regamé, Mataruna, do Limão, do Cortiço e Salgado. Alguns destes rios apresentam bastante água no período do verão, quando chove mais, enquanto no inverno ocorre o inverso, a quantidade de água diminui expressivamente.
Bacia Hidrográfica do rio São João: rios São João, Bacaxá, Jaquaripe, Piripiri, das Onças, vala do Engenho e córrego do Ramiro. Os dois primeiros rios deságuam no rio Bacaxá, que verte para o reservatório de Juturnaíba. Os demais correm para o rio São João, no seu trecho retificado.

Principais Lagoas

Lagoa de Araruama, Lagoa Vermelha, Lagoa Pitanguinha, Lagoa Pernambuca e Reservatório de Juturnaíba.

Curiosidade

No início do Século XX, em nome do “Saneamento da Baixada Fluminense”, foram realizadas grandes obras de retificação, aterro e de construção de canais em alguns dos rios de Araruama, secando os pântanos e alterando a dinâmica dos rios.

Geologia

Araruama fica na margem da Lagoa que recebe seu nome, a Lagoa de Araruama, formada a cerca de 120 mil anos atrás pela formação da restinga da Massambaba e pelas oscilações do nível do mar, eventos que duraram até 7 mil anos atrás. Em Praia Seca, nas dunas que formam a restinga da Massambaba são encontradas evidências de vida primitiva, os estromatólitos, fósseis formadas por bactérias, mostrando que há alguns milhões de anos, muito antes o Homo Sapiens habitar a Terra, havia vida na região. A altitude é de 15 metros mais em alguns lugares chega a ser abaixo do nível do mar.

Tipo de Rochas

Dolomitas

Saneamento

A água que chega as casas de Araruama é captada pela Estação de Tratamento de Água de Juturnaíba, operada pela concessionária de água e esgoto Água de Juturnaíba. A estação tem capacidade para captar e tratar 1.110 litros de água por segundo. Da ETA, a água segue para os reservatório, de onde é bombeada para cerca de 50 mil residência em Araruama, Saquarema e Silva Jardim.
Em Araruama, o esgoto captado pelo sistema de tomada a tempo seco é tratado na estação de tratamento de esgoto de Ponte dos Leites. A estação é a maior da América Latina e se destaca por ser uma Wetland. Nesse sistema, na última fase do tratamento, após a gradagem e aeração, a remoção dos nutrientes é realizada por plantas aquáticas de superfícies, em enormes lagoas. No sistema de coleta de tempo seco, o esgoto é captado junto com a rede que coleta a água da chuva, chamada rede pluvial. A rede pluvial leva o esgoto para a ETE, que por sua vez devolve a água tratada à Lagoa de Araruama.
Nem toda a área do município, como a zona rural e os distritos, são atendidos pela distribuição de água e coleta de esgoto. A concessionária Águas de Juturnaíba atende, por obrigação regida por contrato, parte do município. Onde o serviço não é prestado, é comum o uso de poços artesianos para o obtenção de água e de fossa para o esgoto. Estes sistemas, quando não são construídos adequadamente e limpos com frequência provocam a contaminação da água, causando problemas de saúde nas pessoas que consomem a água.