2021 começa com mar calmo, lua cheia e ressurgência na Região dos Lagos

2021 começa com mar calmo, lua cheia e ressurgência na Região dos Lagos

O primeiro dia de 2021 amanheceu com uma névoa fina cobrindo a Praia Grande, em Arraial do Cabo, anunciando o fenômeno raro que ocorre na Região dos Lagos chamado de ressurgência. Consiste em uma corrente submarina de água fria, originária do extremo sul do planeta e rica em micronutrientes. Ao chegar na costa eleva-se para a superfície e, ao encontrar a água quente que vem do norte, conhecida como “água à Sul”, libera gotículas que formam a névoa sobre o espelho d’água.


A lua cheia e o vento nordeste também são fatores naturais que estão favorecendo o fenômeno e afastando o mal tempo. A lua com sua influência sobre as marés dos oceanos e o vento contribuindo para o deslocamento das águas quentes superficiais, favorecendo o afloramento da agua frias submarinas.


O Reveillon também teve mar calmo na Região dos Lagos, devido a ausência de fenômenos climáticos extremos em alto mar, como os ciclones sub tropicais, por exemplo, mais frequentes no inverno. Com isso, o banho de mar ficou mais seguro e as ocorrências de salvamento foram reduzidas. Como é o caso da equipe de Guarda Vidas responsável pelos distritos de Monte Alto, Figueira e Pernambuca, em Arraial do Cabo. Com efetivo de 36 homens distribuídos por 8 postos, foram registrados apenas 4 resgates, todos sem sem gravidade. Um excelente número considerando os milhares de banhistas nestas praias no último dia de 2020.

Na foto, da esquerda para a direita, a equipe do Posto 4, em Figueira, formada pelos Guarda Vidas Fabiano, Gavina (Chefe do efetivo total), Adriano “Ferreira”, Ronaldo “Lula”, e a companhia do morador Cláudio ” Capitão Caverna”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com

um × 5 =